Categories Escrita

Ressonâncias Mentais: Molda-te

Longe tempo, vida volta e trespassa
Estica a mentira, padece e vai tecer
Volta o risco, largo feitiço que esvoaça
Queima injúrias, raras cinzas perder
Molda-se a chama, o corpo abraçar
Pintura sincera, cargo trabalhoso cegar

Corre sangue, animal sentido caça
Pensa dor, veneno doce a correr
Senta-se o medo, velha cruz ultrapassa
Estátua ambígua, falsidades escurecer
Sonho de nós, uns sorrisos, pensa acalmar
Nudez vaga e sólida, só escondido olhar

Pérola de chumbo, entra, sai, escorraça
Parte e rompe a visão, tem de temer
De neófito voz, chama crua e amassa
Esconderijo solta e abre, traz para ver
Confiança diminuta, cérebro fraco bloquear
Escrita personalizada, poeta triste atrasar

(“Ressonâncias Mentais”, 2010. Rodrigo Marques)

O seu comentário

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *